Amor placebo

1 08 2013

Imagem

Não acredito em pessoas que sofrem por amor. Não mesmo. Acredito apenas nas sábias palavras de Barros de Alencar quando diz que “o amor é uma outra coisa”.

As pessoas sofrem por frustração de expectativas, sofrem por orgulho ferido, sofrem por baixa auto-estima e sofrem por projetarem a própria felicidade em outra pessoa. Muitas vezes, já sofriam bem antes de conhecerem aquele que lhes machucou o coração. A tristeza já estava lá, à espreita, esperando por um motivo para justificá-la.

Mas não sofrem por amor ou por amar. Leia o resto deste post »





E o tempo levou…

28 07 2013

Imagem

Hoje, um amigo me disse a seguinte frase: “tá mais fácil ganhar um boquete do que um abraço aí em Sete Lagoas”. E eu ri disso porque é verdade. É o que vejo por toda parte. Metaforicamente falando, claro.  Felizmente, não ando pela cidade esbarrando em praticantes de felação. Não é isso. O que vejo é que qualquer cara burro, pedante e com tetas arruma uma gostosa pra exibir pros amigos por aqui.

“Mas que maravilha! Vou praí!”

Isso é super legal, né garanhão? NÉ?… NÃO! Não é! E se disse que sim, você é o tipo de pessoa que está estragando o mundo, então sai fora.

Leia o resto deste post »





Taras politicamente incorretas

25 10 2009

anao

Pode parar. Não vem com essa de que a sua maior fantasia é fazer sexo em público, ganhar um streep-tease ou transar com uma enfermeira gostosa. Du-vi-do. Tara, tara de verdade, é politicamente incorreta. É coisa que você tem dificuldade para admitir até pra si mesmo. Mas ela tá lá. Tarada.

A coisa nem sempre tem a ver com sexo. Às vezes, é só uma vontade latente de ter ou fazer o que não pode – a velha história de que proibido é mais gostoso. Tipo desenhar caralhinhos voadores na parede do banheiro.

Eu, por exemplo, tenho duas taras crônicas.

Leia o resto deste post »





De repente

25 10 2009

avos

Nunca acreditei no de repente. Para mim, as coisas sempre tiveram que ser construídas. Nada de surpresas e atitudes impulsivas. Férias perfeitas? Três meses de planejamento prévio. Amor? Pra mais de dois anos.

Até que um dia, como outro de qualquer primavera, eu estava andando e esbarrei no sujeito. Quando vi, nos apaixonamos, ele me deu um anel e estávamos correndo para o hospital porque a bolsa tinha estourado. Pisquei os olhos. As crianças formadas, o funeral do velho e eu aqui falando para os netos tomarem cuidado: chega uma hora na vida em que tudo é de repente.

(texto de 2006)





The Egg Man

25 10 2009

Ovos2

Levantou e olhou pela janela. Inspirou profundamente o ar gelado do dia-que-amanhece e prosseguiu com os preparativos. Lavou o rosto. Escovou os dentes. Limpou as unhas e comeu ovos no café da manhã. Vinte ovos.

Pensou em tirar o pijama, mas achou que seria dramático demais. Caminhou mais uma vez até a janela e saltou.

Leia o resto deste post »





3 motivos para não acreditar em jornalistas

5 05 2009

778122_719272611

Que as pessoas acreditam em quase tudo o que lêem, eu já sabia. Mas fiquei impressionada com o número de respostas que recebi por causa do post sobre a gripe suína. O texto foi uma brincadeira, coisa que inventei da minha cabeça e, mesmo assim, recebi diversos e-mails e comentários de pessoas que me levaram a sério.

É engraçado isso. Quero dizer… Se já acreditaram em mim quando eu era uma estudantezinha que escrevia merda no blog, imagina depois que eu tiver um diploma!?

Por isso, resolvi escrever um post de alerta antes que seja tarde demais. Baseada em algumas experiências pessoais ao longo destes 4 anos de curso, formulei três questões essenciais para não acreditar em jornalistas. Acredite se quiser.

Leia o resto deste post »





A verdade sobre a gripe suína

29 04 2009

porca1

<<Este post é uma invenção da cabeça doente da dona deste blog. Não leve a sério>>

O que vocês devem ter ouvido é que a gripe suína está se alastrando pelo mundo por causa da demora do governo mexicano em alertar a Organização Mundial da Saúde (OMS). Também devem ter ouvido do risco de pandemia, das passagens aéreas canceladas, do medo nos aeroportos, das mortes por causa da gripe, do vírus mutante… Enfim. Toda essa balela.

Balela, Elisa? SIM! TUDO MENTIRA! A verdade é que há interesses muito maiores por trás dessa armação.

Leia o resto deste post »








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.